Embalagens big bags são tendência de mercado na comercialização de sementes

Os big bags são sacos industriais feitos em polipropileno com material flexível para transportar produtos em grandes volumes a granel.

Os big bags são sacos industriais feitos em polipropileno com material flexível para transportar produtos em grandes volumes a granel. Proporcionam mais agilidade em todo o processo comercial e operacional, e seu uso ganha destaque em alguns setores, como no agronegócio, principalmente para transporte de sementes e insumos.

Os big bags são relativamente leves, têm a porção mais baixa em relação ao peso do produto de qualquer saco industrial e transportam até 1.500kg de carga, dependendo do formato. Para o segmento de sementes, as capacidades mais utilizadas são para volumes de 800 a 1.000 kg.

A produção de semente de grandes culturas em larga escala, como ocorre atualmente, difere bastante do que se praticava no passado, quando cada embalagem precisava ser deslocada individualmente e de forma manual na maioria das vezes.

Dentre as vantagens dos big bags, há a possibilidade de reaproveitamento dessas embalagens, uma redução do espaço de armazenamento, tendo em vista que os big bags vazios ocupam pouco espaço e podem ser transportados manualmente e, devido às alças no topo do saco, podem ser levantados com um empilhador quando cheios. São ideais para a armazenagem e transporte de produtos como sementes e fertilizantes.

Quando falamos em ganho de agilidade, nos referimos a melhorias não só em relação à mobilidade, mas também ao processo de estocagem, ao transporte em si e também a todo o processo de logística, desde a venda até a entrega dos produtos.

Visando essas facilidades, a Jotabasso, irá comercializar na região de Mato Grosso cerca de 17 mil toneladas de sementes, e todo volume será comercializado em big bags de 5,5 milhões de sementes.

Para o gerente comercial da Jotabasso, Jefferson Aroni, entre as principais vantagens dos big bags está a de que o produtor evita grandes sobras de semente, economicamente sendo uma boa alternativa. "E pensando em meio ambiente também, a vantagem é a redução de número de embalagens a serem descartadas, tendo uma menor sobra de semente", explica Aroni.

Esse tipo de embalagem é uma tendência de mercado, porque facilita a compra de sementes por hectare, economiza na mão de obra e evita desperdícios no plantio.

"Para nós da Jotabasso, trabalhamos com o ponto de vista de que os big bags facilitam o trabalho e é mais barato, uma vez que permite ele ajustar com mais precisão a semente a ser comprada e plantada", enfatiza Jefferson.